7 de janeiro de 2010

E nem sempre o que é novo é bom!

Hoje o dia não foi o mais feliz, pelo contrário.

O ano começou há tão pouco tempo, fiz promessas de que seria um ano mil vezes melhor, no entanto a estrelinha dos desejos deve-me ter ouvido mal...

A vida é bela? Pode-se dizer que sim.. Tudo depende da forma como a vemos. Neste momento não sei o que quero, o que sinto, o que espero que aconteça, o que é melhor ou pior para mim.
O mundo dá muitas voltas e com ele a vida também dá. O problema complica-se quando a vida embrulha-se de uma maneira, que ão a conseguimos controlar, como um miúdo que tenta agarrar o seu passarinho de estimação, o mais lido, o mais amado, mas o pássaro é forte e foge, mesmo gostando do seu dono. Como uma criança que corre atrás da mãe, para que ela não fuja, não o abandone, e a mãe apesar de o amar, deia-o soziho e nunca mais volta.

Por vezes o amor é uma coisa estranha, e quado se diz que o amor vence tudo, hoje provou-se que não. O amor não quebra a rotina, o amor não impede a mudança, o amor não impede a separação.

Hoje dei um tempo à vida, um descanso ao amor.

Agora será o tempo que dei, que me dirá o que fazer com o tempo que tenho.

2 comentários:

Luisinha disse...

olha.. tambem somos dois! Só o tempo dirá, não é? gostei do post! =)

Raquel disse...

É claro que a Vida é bela!!! nós é que temos a mania de dar cabo dela!!
Olha, todos temos fases dessas, mas a melhor postura é desvalorizar os maus pensamentos e consolarmo-nos com os bons!

bjs